Esse texto eu fiz na minha prova de Produção Textual, o tema era “o amor”. Espero que gostem 🙂

O amor é um perfeito exemplo de que não temos total controle de nós mesmos, ele mostra que o nosso coração pode nos surpreender a qualquer momento. Além disso, o amor também consegue nos enlouquecer, sem exageros. Afinal, em algum outro momento, se você não estivesse apaixonada, agiria por tantos impulsos aparentemente incontroláveis? Isso só acontece quando estamos amando e perdemos a noção das consequências das nossas atitudes.

O amor também pode ser representado como um jogo de sorte, pura sorte, que ao entrar nele você simplesmente não tem certeza se será ou não correspondida. Mas voltando a falar sobre estes impulsos de uma pessoa apaixonada, temos o exemplo do beijo roubado. Em algum momento completamente inesperado, quando você está perto da pessoa que ama, é como se você não conseguisse se controlar e precisasse de um contato mais íntimo com ela, assim como um ser humano precisa do ar. Segundos depois, quando percebe, o beijo já está acontecendo e você, como se tivesse acabado de voltar de outro planeta, se pergunta: “o que está acontecendo?” ou “o que deu em mim?”. Isto é completamente natural! Não, você não está ficando louca, quero dizer, não do jeito que está pensando.

Mas o amor não acontece apenas nesse sentido, ele é um sentimento como qualquer outro e pode ser sentido de qualquer modo e por qualquer pessoa, não importa como ou quem. Amor de pai, amor de mãe, amor de filho, amor de amigo, amor de irmão. Amor por alguma banda, por alguma cultura, ou por algum lugar. Por uma música, um momento, um animal de estimação, ou por um brinquedo de infância.

Não tem regras para amar, apenas sentir. Aliás, tem sim, uma única regra que deve ser seguida sempre: se entregar e aproveitar o máximo do melhor sentimento que existe!

xxx

e para quem estiver interessado… Sim, a professora gostou do texto e me deu nota máxima! \o/ hahahaha.

Anúncios