Já tem um tempo que estou querendo escrever sobre esse assunto aqui no blog. O bullying está sendo cada vez mais praticado nos dias de hoje, em todo o mundo. Mas para quem ainda desconhece o assunto – e tem sorte por isso -, o bullying é um tipo de violência física ou psicológica intencionais e repetidos praticado por uma pessoa  ou um grupo de pessoas – se é que podemos chamar de “pessoa” quem faz uma coisa dessas – com o objetivo de intimidar e humilhar alguém incapaz de se defender.

O bullying pode ser encontrado em muitos lugares, porém os principais são as escolas e a internet (cyberbullying).

Muitos famosos já foram vítimas do bullying no passado e hoje apoiam campanhas contra essa violência, Demi Lovato, Sandra Bullok, Taylor Swift, Justin Timberlake, Megan Fox… E a última a revelar que já sofreu com isso foi a atriz Jéssica Alba em entrevista ao Daily Mail (clique para ver o site).

Abaixo a entrevista traduzida:

“Todo mundo que sofre bullying deve perceber que conseguirá tomar conta de sua vida e vencer. Depende de você”, diz a atriz. Ela conta pra gente como sua adolescência foi difícil:

Timidez e aparelho nos dentes
“Eu era o tipo de garota que as outras crianças evitavam. Era incrivelmente tímida e estranha, com aparelho nos dentes e sotaque caipira do Texas. Dificilmente falava em aula, porque não queria que as pessoas prestassem atenção em mim.”

Família humilde
“Eu e meu irmão éramos os “estranhos no ninho” quando crianças. Vivíamos no menor apartamento, meu pai trabalhou em vários empregos e minha mãe também, que inclusive trabalhou no McDonald’s. Eu ia a uma escola em que os alunos ricos achavam que mexicanos eram domésticas ou jardineiros.”

Ignorada pelos garotos bonitos
“Com certeza prefiro os garotos mais nerds e tímidos. Como atriz, trabalho com muitos homens lindos, e aí fiquei completamente imune a eles. Acho que, no fundo, é porque sempre me ignoraram quando eu era mais nova.”

Bullying no colégio
“Sofri muito bullying no colégio. Meu pai tinha que me levar para eu não ser atacada. Lanchava na sala das inspetoras para não ter que me sentar com as outras garotas. As pessoas me incomodavam o tempo todo porque eu era diferente e não me encaixava. Além de ser de mestiça de várias raças, meus pais não tinham dinheiro, então nunca tive roupas bonitas ou uma mochila legal. Eu não era rebelde, não ia fumar com as outras garotas ou saía à noite aos 13 anos.”

“Sei o quanto dói”
“Hoje sou forte porque, quando criança, nunca revidei. Tentava guardar tudo pra mim porque não queria baixar meu nível ao dos bullies. Fico muito mal por cada adolescente que está sofrendo por aí. Eu já senti isso. Sei o quanto dói e o quanto isso te afeta.”

Tenho vergonha de ser bonita
“Desconfio quanto as pessoas tentam ser legais comigo. Quando eu era mais nova, sempre tinha que ficar na defensiva. Só melhorei minha aparência quando tinha uns 14 ou 15 anos, mas até depois disso eu não podia realmente acreditar ou gostar de ser bonita. Na verdade até tenho vergonha em ser bonita.”

 

Para saber mais sobre o assunto: http://capricho.abril.com.br/blogs/diganaoaobullying/

Diga NÃO ao bullying!

xxx