Exite texto foi feito especialmente para você, amiga. Sim, você cara amiga que conheceu a personificação do cara perfeito e após encontros maravilhosos ele simplesmente sumiu, te deixando ali, com cara de pastel, sobrancelhas levemente arqueadas, pensando: What the fuck? Geralmente, a primeira reação feminina enquanto saboreia um delicioso chá de sumiço, é se culpar. Ela se culpa de todas as formas. Passa dias remoendo cada momento dos encontros, cada palavra que disseram, em busca do minuto em que cagou feio e afugentou o rapaz. Sim claro, porque se ela soubesse o que fez, poderia desfazer, pedir desculpas, se retratar.

Mas os dias passam, o chá fica amargo, esfria e nada.

Então ela começa a inventar desculpas para ele. Começa a interpretar todos os seus gestos, cada uma das palavras em busca de algo que justifique o sumiço. Teria sua avó falecido? Teria ele fobia de relacionamento? Estaria ele precisando de espaço? Estaria ele tão apaixonado que mal consegue conceber a idéia e prefere me evitar?

Vocês sabem, a mulher sempre opta por acreditar nesta última versão, e ai ela segue conformada, contando a si mesma e as amigas, que talvez ele tenha sumido porque se apaixonou e precisava de um tempo para digerir a idéia, afinal, não deve ser fácil para um solteiro convicto se apaixonar de um dia para o outro. Então ele vai sumir, pensar e certamente voltará.

E não é que o chá fica até mais doce? Você pensa até em colocá-lo no microondas para que possa voltar a saboreá-lo bem quentinho, enquanto finge seguir sua vida. Mas o “hôme” demora para voltar e é ai que a mulher faz merda.

A gente liga, manda e-mails e sms’s, talvez com o intuito de entender o ocorrido ou talvez com o intuito de mostrar a ele que estamos por perto, que vamos esperar. Então, o cara que sumiu porque obviamente não queria dar notícias, fica possesso e substitui a saída à francesa, por um vaitomarnocueudissequequeriaficarquietocaralho e você faz cara de choro, roga pragas, mas não adianta, o chá tá pior que boldo, amargo que nem o cão, e você vai ter que engolir.

Para estes casos a minha dica é simples, mas infalível acreditem: prende o nariz e bebe, minha filha. Minha avó dizia que o chá de boldo é horrível, mas limpa o organismo e nos prepara para saborear coisas muito melhores. Na verdade, ela não dizia coisa alguma, todavia não adianta tentar disfarçar o gosto, colocar açúcar ou qualquer coisa que o valha, não vai amenizar o fato de que ele sumiu, foi embora, deu no pé, se encheu, cantou pneu, bateu em retirada e foi pra bem longe de você. Ficar mexendo no chá enquanto lamenta seu gosto horrível, só o deixa pior e difícil de esquecer. Então bebe logo esse troço e segue a vida, afinal, tal qual balada/viagens/farras/bebida/beijonaboca/sexo, o chá de sumiço faz parte do cotidiano feminino. Não? Levanta a mão quem nunca teve que engolir um desses guela abaixo.

Eu já, e não existe manual neste mundo que me faça agir de forma coerente. Como toda boa mulher, eu surto frente ao silêncio. O que há de se fazer?

 

http://www.depoisdosquinze.com

xxx