“Eu venho e vou como se não tivessem explicações a serem dadas. Como se não fosse doer, caso você fosse embora. Eu venho e vou como se eu me dissesse pra ser assim e sua presença não fosse algo que eu sentiria falta aqui. Então eu venho e vou, venho e vou várias vezes. Eu venho e vou como essas ondas que apagaram nosso verão das nossas mentes, fotos, bolsos e diários vazios. Eu venho e vou como se fosse a úncia opção, e eu sempre me pergunto… por que tu não vem e vai comigo? Venha comigo. É realmente isso que você quer? É isso que você vem tentando fazer durante todo esse tempo? Venha comigo, vou te esperar logo ali, na esquina. Venha comigo, até que fiquemos exaustos. Ou me deixe em paz.”

xxx