“E se nós namorássemos? Quer dizer, como funcionaria isso? Eu não te amo, e sei que você também não me ama. Não estamos apaixonados… Mas é como se estivéssemos, não é? É como se cada fibra do meu corpo pedisse por você quando você está longe. E esse medo de perder aquilo que nunca tive… É difícil dizer, fazer promessas de dar tudo certo quando seu coração já foi quebrado por promessas uma vez. Eu te entendo, te juro meu príncipe. Eu só queria tirar essa dor de você. Você sabe que queria cuidar de ti… Eu tenho um medo de nunca mais falar contigo. Ou de você achar alguém melhor e esquecer de mim… Mas é esquisito, é tudo tão rápido, tudo tão novo pra mim. Eu tenho medo de depois que você partir, eu não encontrar ninguém melhor que você, e ficar com você na cabeça… Mas você mesmo disse, não é pra sempre, o pra sempre, sempre acaba… Porque sempre é uma palavra muito forte. As pessoas mudam… Nós dois sabemos disso. Algumas simplesmente foram meio que destino continuarem em sua vida… Permanecerem ou algo assim. Ainda bem que eu de certa forma cruzei seu caminho e você cruzou o meu… Quando eu achava que tava dando tudo certo, antes de te conhecer, você me segurou e me levou pra outra direção… E eu percebi que esta era a certa pra mim. Mais feliz, mais eu… Você me faz feliz só pela sua presença, sabia? Só pelo seu sorriso, só pelo seu olhar, só pelo seu toque, até pela sua respiração… Até sua existência é um presente pra mim… É esquisito falar isso, sabia? Quando você não sente de verdade parece meloso demais, drástico demais, mas é exatamente assim que me sinto… E sei que você sente também. Parece loucura, mas de certo modo, a primeira vez que falei contigo… Já senti que você era especial. É tudo muito louco, mas eu acho tudo perfeito como está… É perfeito pra mim.”

xxx