“Eu sou toda errada, você sabe disso. Deixe-me ser assim, pois não vou mudar por você. Passei minha vida inteira tentando entender como funcionava essa coisa de que todos faziam sempre certo. É uma droga. Todos iguais. Monótomo. Eles parecem bonequinhos de pano movidos pelos outros. Eles não tem escolhas, não tem pensamentos próprios nem coisas do tipo. Será que também não amam? Será que eles tem os seus corações de pano também? Que triste, eu não aguentaria. Eles devem ser proibidos de abraçar as pessoas já que são movidos pelos outros. As pessoas gostam de julgar mesmo sem conhecer, este é o maior problema. Mas como disse, são bonecos. Não aqueles que as pessoas guardam e realmente gostam. Eles são apenas para ser usados por outras. São completamente idiotas, mesmo sem saber. Como podem aguentar depender tanto de alguém que não dependem deles? Isto é estúpido, andar na linha é chato. Para termos histórias temos que cometer erros e aprender com eles. E deste modo, seremos felizes. Eu posso chorar quantas vezes quiser, mas um fato que você ainda não sabe sobre mim, é que posso também lhe fazer chorar. Posso ser fraca ou forte, você escolhe. Ou ao certo, você não escolhe nada. Você simplesmente se tornou tão insuficiente para mim que não preciso mais de ti. Sua estupidez não conseguiu me segurar por muito tempo, fui escapando cada vez mais pelo seus dedos e você nem percebeu… Agora é tarde demais.”

xxx