E quantas vezes eu já pensei em voltar atrás na minha decisão? Em ir até você e dizer ‘chega, esquece tudo. Vamos continuar juntos, eu te amo mesmo”. Mas eu tenho que me conter. Tenho que aguentar e pensar que vai ser melhor para os dois. Que não dá para criar uma história de amor com quem não sabe o jeito que me ama. É doloroso demais não passar meus tempos livres ao seu lado, não poder te ligar quando penso em você. Não receber mais ligações suas me chamando para irmos ver um filme na sua casa no fim do dia. Ter que me segurar por causa desse orgulho besta. Dessa droga toda que fez a gente desgastar tudo. Esse meu ciúmes filho da puta que me deixa ainda mais insegura achando que eu não sou suficiente pra você. Dessa coisa de te querer o tempo todo e quando não estiver com você achar que é falta de interesse seu. Fiquei todo esse tempo sem conseguir escrever uma só linha sobre nós dois, porque era egoísta demais e não queria dividir nossas coisas, queria guardar tudo só pra mim. Mas agora não tem mais jeito, agora o que me restou é escrever para lembrar. É a esperança de você sentir minha falta como eu sinto a sua. De você chegar um dia e dizer tudo que você nunca conseguiu, dizer que precisa de mim, como você uma vez me disse. E cadê essa sua necessidade agora? Por que você não precisa mais de mim? Por que agora sou eu que preciso de você?

Mas agora estou indo, tenho um novo compromisso, desta vez com o tempo, e ele anda cobrando demais de mim. Vou lá, vou continuar a esperar tudo voltar a ser como antes, tudo ficar melhor do que antes. Se cuida enquanto eu não posso cuidar de você.

xxx